Atalho

tumblr_p29aqe0P0n1wbqp55o1_500

Escrevi metade das minhas cartas no dia planejado.

Caneta, papel, borracha, quase não acho meu sapato.

Tem um cesto vazio ao meu lado e uma camisa no chão.

Escrevi metade das minhas cartas, mas penso que não.

Penso que o quadro está meio para cá,

mas o quadro insiste em zombar do que pensei ser a anatomia da mobília,

quase caí em desespero das pequenas praias do meio dia

onde decidi cantar a última música de passos lentos,

porque nunca aprendi a dançar.

Aprendi que não sou vidente, nem você,

calcei o primeiro sapato e lembrei que a poesia nunca é passado,

é presente.

Não me engano pelo fato de uma palavra causar uma tragédia,

é quase um engano saber ler, quando de fato a facada letal

vem do sadio momento em que me escondo na cozinha,

por causa da janela, por causa da janela.

Conheço ela, mas só de vista, quando olho no espelho

e o rebuliço de uma caixa vazia me lembra que de fato

existir é o ato mais caótico de mim/ti.

Kariane

Anúncios

4 comentários sobre “Atalho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s