La Rivière de Cassis (O riacho de Cassis)

lago

O riacho de Cassis rola ignorado

Em vales estranhos:

De cem corvos lhe acompanha o brado

Real e boa voz de anjos

Com os grandes movimentos dos pinheirais

Quando voam ventos demais.

Tudo rola com mistérios revoltantes

De campos antigos;

De torres visitadas, de parques importantes:

E nestas margens que se ouvem

As paixões mortas de cavaleiros errantes:

Mas que saudável é o vento!

Que o pedestre veja estas vias:

Irá mais corajoso.

Soldados das florestas que o Senhor envia,

Queridos corvos deliciosos!

Façam fugir daqui o camponês esperto

Que brinda de um velho coto.

Arthur Rimbaud

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s