Fuga

fuga

Não é na ponta da língua

É na ponta do cigarro

Que surgem as palavras mal ditas

As palavras sem jeito

O olho caído e o ardor no peito

Vou trancar a porta e acender mais um

Vou fugir pela janela e me atirar em Vênus

É o lugar mais próximo da minha loucura

Talvez outro planeta me abrigue também

Mas no momento estou presa em mim

Já não consigo fugir

Kariane

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s